Login
 

ÍNDICE GERAL DE APROFUNDaMENTOS...

 

 

* Para uma posterior explicitação sobre
esta pobreza clica aqui,
e alguém
eloquentemente te
explicará..
.

 

 

 Para uma posterior explicação sobre
o nosso sustento
na
pobreza Evangélica

e com dignidade, vai
ao fundo desta
página, e São
Tomás de Aquino
te explicará…

Assim como o Concílio
Vat. II° e o Papa
Ratzinger !

 

pobreza...

 

- a Nossa Pobreza - extrema, mas com dignidade…

Portanto, porquê esta nossa extrema pobreza ?, e esta nossa comunidade pobre ? *

Povertà in Assisi.JPG

   E dado que ao can. 304  §  1 se pede a todas as comunidades associadas de descrever também nos próprios estatutos a utilidade ( da comunidade ), no que se refere ao tempo e ao lugar, então assim seja feito também aqui - segundo a nossa chamada -  a partir de quanto segue, isto é:  

    « Hoje em dia todo o mundo, ou tantíssimas pessoas, tem necessidade de ver concretamente, na Igreja, verdadeiros pobres do Senhor, porque não entendendo o Mistério Benigno da sua Gloriosa Riqueza, em vez de a estimar a acusam !e não só !, acusam injustamente - como todos constatamos - também os Ministros que a representam, e assim muitos, que escutam estas incompreensões, em vez de aproximarem-se à Igreja, afastam-se ! Exactamente por esta razão nasce, de imediato, em nós a urgência de fazer-nos verdadeiramente pobres ( para além de que esta é a nossa Chamada e porque é um factor de Justiça ), desencadeando assim nas pessoas alguma confusão, no que se refere à assim dita riqueza da Igreja, pelo facto que já não podendo apontar-nos o dedo, dado que nos vêem extremamente pobres, se detêm e finalmente escutam a Verdade demonstrada e a resposta simples ao porquê Jesus era pobre enquanto que agora a Igreja é ( justamente ) Rica, e etc.. etc.. ; e assim, de facto, muitíssimos recomeçam a retomar a estima pela sua Mãe Igreja e pelos seus Ministros, regressando à Santa Confissão e à Santa Comunhão, e então concretamente : em caminho na direcção da Bem-aventurada Vida Eterna. Amén ! 

      Portanto, fizemos-nos concretamente pobres ( não só pelos motivos já referidos, mas ) “ antes de tudo e Sobretudo ” porque isto nos pediu o Senhor, na nossa chamada particular, como de facto a tal proposito Ele mesmo nos diz : << Se queres ser “ perfeito ”, vai, vende aquilo que possuis, dá-o aos pobres, depois vem e segue-me >> ( cfr Mt 19, 21 ); e depois também ( por questões de Justiça ) porque repetidamente a cosciência … o nos ditou !... 

     Aqui de facto - como diz o Apóstolo - : << Não se trata .. de meter em estreiteza alguém para erguer outros, mas para fazer igualdade … ! >> ( 2 Cor 8, 13 ); por isto o Senhor diz aos seus Discípulos : << Felizes vós pobres, porque vosso é o Reino dos Céus ! >> ( Lc 6, 20 ). Mas quem são realmente estes seus Discípulos ?, chamados a viver uma vocação particular ?... --- << Do mesmo modo qualquer um de vós que - diz o Senhor - não renúncia a todos os seus bens  ( ou que pelo menos deles não se desapega ), não pode ser meu Discípulo ! >> ( Lc 14, 33 ).

    Por isto, em relação aos primeiros Cristãos – que são modelo da Igreja – está escrito : << A multidão dos que haviam vindo à Fé, tinham um só coração e uma só alma, e “nenhum dizia sua propriedade” aquilo que possuía, mas tudo entre eles era em comum ! - Com grande força os Apóstolos rendiam testemunho à Ressurreição do Senhor Jesus - … Não havia, pois, entre eles necessitado algum, porque aqueles que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos Apóstolos, para ser distribuído aos pobres segundo as necessidades ! >> ( At 4, 32 - 35 )

    Portanto este é o motivo concretíssimo da nossa extrema pobreza ! Mas se tal não bastasse, meu caro irmão o irmã que lês ou que escutas, eis ainda quanto segue : 

 << A pobreza ou a miséria, isto é procurar ou mendigar o pão por si mesmo, não é um bem, porque ( como já vimos ) por um alto sentido de Justiça todos o deveriam ter, e em abundância ! ( cfr Sal 131, 15 ; Prv 30, 7- 9 ). Portanto, também por este motivo, o Filho de Deus se fez pobre, de modo que todos o pudessem ter, e em todos os sentidos ! Por esta razão, explica o Apóstolo : << Jesus Cristo: sendo rico, por vós se fez pobre, para que ( também ) vós, pela sua pobreza, pudesseis enriquecer ! >> (2 Cor 8, 9). Por isto também

 

Povertà 2.JPG

 

 S. Tomás de Aquino na sua Suma Teológica explica : << Existem homens que mendigam por humildade, e isto “merece aprovação” e louvor >>. ( 1° Part. Sum. T. ),  ou se isto não bastasse temos também, a confirmação do Concílio Vaticano II° que nos refresca a memória, dado que a tal propósito também diz : << Como Cristo completou a Redenção através da pobreza e das perseguições, assim também a Igreja “ é chamada a tomar o mesmo caminho, para comunicar aos homens ”, os frutos da salvação >>. ( cfr Conc. Vat. II° Lumen Gentium Cap I° N° 8 )

 

  P.S.

 

     E se isto ainda não bastasse, temos também como confirmação ainda mais eloquente e vigorosa, as textuais palavras do Papa Ratzinger que, a propósito de pobreza ( aquela plena ) e de ser desapegados ( com os factos ) das coisas materiais, diz:

 

     << Quem quer seguir Cristo de um modo radical, deve renunciar aos bens materiais !.. (Depois), para todos os Cristãos, mas em especial para nós Sacerdotes, para os Religiosos e as Religiosas, para os indivíduos como também para as comunidades, a questão da pobreza e dos pobres, deve ser sempre de novo objecto de um severo exame de consciência. Propriamente na nossa situação, na qual não estamos mal, não somos pobres, penso que devemos reflectir particularmente sobre como podemos viver, em sinceridade, esta chamada. Queria solicitá-lo ao vosso – ao nosso – exame de consciência ! >>

      

                                  ( PAPA RATZINGER, L’0sservatore Romano, 10-11 Setembro 2007, pag. 5 )

 

Copyright (c)