Login
 

ESTRUTURA DA PÁGINA-POR TÍTULOS...

 

 

 

 

Eis uma das tantíssimas histórias de como mais ou menos fazemos sem dinheiro, sem ser de peso a ninguém …

 

 

 

O pacote justo no momento justo…

 

 

 

Preocupações sobre a Providência ?, eis então um Camião cheio de 12 metros !

 

 

A quanto parece, não pesamos a ninguém, mas ao máximo aligeiramos algum, especialmente a quem há demasiados !…

 

 

 

Pediu um pouco de carne ao Senhor, e “ paf !, chegou ao improvviso um camião de galinhas !...

 

 

 

Lhe pediu um pouco de usar a internet, e etc.. e dado que o favor foi de todo o coração, o nosso pequeno V.V.

lhe profetizou assim: « Vejo aqui uma grande providência, garantido.. », e paf !, assim foi !

 

APROFUNDAMENTOS SOBRE O NOSSO SUSTENTO (FÍSICO E TRABALHADOR) - SEM SER DE PESO A NINGUÉM...

 

Eis uma das tantíssimas histórias de como mais ou menos fazemos sem dinheiro, sem ser de peso a ninguém …

Sostentamento 2.JPG

A propósito disso : Dado que naqueles dias tinhamos pouca providência de sustento, estava pensando intensamente e de há um pouco se escrever ou não este Artigo numerado que teria falado também do mendigar ou não; e paffh ! Chegou ao instante uma senhora com o carro cheio de providência para nós, e de imediato depois ela me pediu também a numeração do código para reabrir o portão por onde tinha passado para chegar a mim; depois eu subi acima ao Seminário para pousar as coisas, e encontrei detrás da porta também uma lapiseira nova que qualquer horinha antes tinha pensado que alguém me pudesse oferecer, e paff ! Encontrei também esta…; estas pequenas coisas me tocaram um pouco, como o vento toca uma nuvenzinha, e assim adiante, me decidi em escrever também este Artico sobre a mendicância que continua assim :

 

O pacote justo no momento justo ! …

    Um dia enquanto estava em retiro no ermitério do Salmeci em Ispica, chegou um Religioso autoritário… e me disse : “ mas escuta, não te parece um pouco demasiado exagerado que voçês para a viagem não leveis nada nem mesmo a roupa interior para trocar ? ” E eu intuindo a Mão de Deus que agia lhe disse : “ Espera, espera irmão… eis a prova científica de como fazemos nas viagens sem nada incluinda a roupa interior : este pacate que vês, chegou esta manhã, controla que coisa tem dentro. Como vês, esta é a roupa interior enviada pelos correios por uma família que nos hospedou, que nos fez comer, lavar, fornecendo-nos também roupa interior, e então aquela que usávamos nós, a enviaram para trás, apesar de eu lhes ter dito de dar-la aos pobres, mas o Senhor assim quis, para que voçê tocasse com mão ( como S. Tomás ) que nada é impossível a Deus ! ” Não contente me repreende de uma outra angulação, isto é me disse : “ Mas escuta, não te parece um pouco demasiado exagerado, que tu escrevestes na vossa Regra, que necessita acreditar com certezza que Deus existe ?, não te parece de exagerar ? Bastava escrever – necessita esperar – isto bastava ! ” E eu : “ Desculpe-me, só para entender… mas voçê scredita na Palavra de Deus ? ” E ele : “ Sim ! ”, e eu : “ Mas não está escrito na Carta aos Hebreus que : « quem se aproxima de Deus – deve acreditar – que Ele existe ! » ?. E imediatamente depois entre nós dois se esboçou um belo sorriso e a questão ficou por alí.

 

Preocupações sobre a Providência ?, Eis então um Camião cheio de 12 metros !...

     Um outro dia em vez, poucos dias antes que eu andasse a viver neste eremitério do Salmeci onde nasceu a nossa comunidade, a tentação da faltada providência tive também eu; mas um pouco como São José, o Senhor naqueles dias me serenou a alma ! – “ Me fez ver ” que a providência seria chegada com o articulado de 12 metros, de modo que eu chegasse ao ponto final de não mais me preocupar, porque teria pensado a tudo Ele, como de facto veio para mim e para os meus irmãos, à saída de tantas S. Missas e etc.. que as pessoas vendo-nos pobre e sem dinheiro para o Senhor, chegou mesmo ao ponto de querer-nos comprar o telemovil, o carro e mesmo as casas; coisas estas às quais nós já tinhamos renunciado, como nos pediu o Senhor quando diz : “ quem terá deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou filhos, ( ou mulher – cfr Lc 18, 29 ) pelo meu Nome, receberá 100 vezes mais ( já nesta vida, em casas irmãos e irmãs e mães e filhos e campos… junto com perseguições -  cfr Mc 10, 29 - 30 ) e terá em herança a Vida Eterna ” ( Mt 19, 27 - 30 ).

     E portanto se o Senhor aumentará ao cêntuplo e mais tudo aquilo que deixamos, sem voltar a possuir nada ao mesmo tempo ( cfr Lc 14, 33 ), porque preocupar-se ainda de que coisa nos nutriremos amanhã ou de como nos vestiremos amanhã etc.. etc.. ?, Por acaso queremos tentar ainda Deus, que jamais fez faltar o necessário ao seu povo ?, até mesmo no deserto ? ( cfr Sal 94, 8 - 9 ). Então não tentemos mais o Sehor com estas preocupações mundanas, porque assim diz o Senhor :

    « Não vos preocupeis com a vossa vida, quanto ao que haveis de comer; nem com o vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Pois a vida vale mais que o alimento e o corpo mais que a roupa. Olhai os corvos : não semeiam nem colhem, não têm celeiro nem depósito; mas Deus os alimenta. Quanto mais valesi vós do que as aves ! Quem dentre vós, coma s suas preocupações, pode prolongar por um pouco a duração de sua vida ? Portanto, se até as coisas mínimas ultrapassam o vosso poder, porque preocupar-vos com as outras ? Considerai os lírios, como não fiam, nem tecem. Contudo, eu vos asseguro que nem Salomão, com todo o seu espendor, se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que existe hoje e amanhã será lançada no forno, quanto mais a vós, homens fra cos na fé ! Não busqueis o que comer ou beber; e não vos inquieteis ! Pois são os gentios deste mundo que estão à procura de tudo isso: vosso Pai sabe que tendes necessidade disso. Pelo contrário, buscai o seu Reino, e essas coisas vos serão acrescentadas ». ( Lc 12, 22 - 31 )

      Sim, “ buscai antes de tudo o Reino de Deus com a sua Justiça, e todas estas coisas vos serão dadas em acrescimo” ( Mt 6, 33 ) - diz o Senhor - !, isto é em mais que o necessário, para podê-lo depois dar também a quem não o tem, para dizer-lhe, “ não temer nem mesmo tu, mas em vez disto procura a vontade de Deus e esforça-te de praticá-la, e todas estas coisas as terás também tu, e mais do que precisas, compreendida a Paz, a Vida Eterna, e a Gloriosa Imortalidade; para sempre e de uma eternidade à outra ( cfr Eclo 39, 20 ), em Eterno.  Amén  !

 

A quanto parece, não pesamos a ninguém, mas ao máximo aligeiramos algum, especialmente a quem há demasiados !…

    Em conclusão, a quanto parece, não pesamos a ninguém, mas ao máximo aligeiramos algum, dado que quando pedimos qualquer coisa, à diferença de outros que forçam as pessoas, não forçamos ninguém, mas mais ou menos dizemos : « … Por Amor de Jesus, nos podeis ajudar… ? Se podeis… Se não podeis o Senhor vos Bendiga à mesma, e vos conceda segundo o vosso coração, isto é, aquilo que mereceis ( cfr Eclo 35, 22 ). E se alguém depois disto fosse malicioso a nosso respeito, especialmente se este fosse homem ou mulher de fé Cristã, dizendo : “ Mas como, se fizeram pobres para o Senhor e agora vêem a pedir as coisas a nós, que as devemos dar aos pobres ? ” Então se recorde que assim diz o Apóstolo : « Irmãos, já que temos tempo, pratiquemos o bem para com todos, mas sobretudo para com os irmãos na fé » ( Gl 6, 10 ). « Aqui não se trata de facto de vos meter em necessidade para erguer os outros, mas de estabelecer igualdade ! » ( 2 Cor 8, 13 ).

     Por isto « Cristo, embora fosse rico, se fez pobre para vos enriquecer através da sua pobreza ! >> ( 2 Cor 8, 9 ).

    Portanto se depois disto alguém ainda fosse malicioso contra nós, especialmente se este alguém fosse um irmão ou irmã na fé, então se quer se recorde também o que diz o outro Apóstolo : isto é : « Se um tem riquezas deste mundo e vendo o “ seu irmão ” em necessidade lhe fecha o próprio coração, como mora nele o amor de Deus ? Filhinhos, não amemos com as palavras nem com a língua, mas com os factos e na verdade. Deisto conheceremos que somos nascidos da verdade ! » ( 1 Jo 3, 17 - 19 ).

       Mas se depois de ter explicado amorosamente assim, alguém fosse ainda malizioso contra nós, pobres para o Senhor, então se quer faça atenção, porque, assim está escrito : « Quem malícia contra o pobre, ofende o seu Criador ! » ( Pr 17, 5 ).

    Portanto, esta a nossa livre mendicância; explicada e não forçada !, como aqui, foi eloquentemente demonstrado. Porque nós não nos fizemos pobres para magoar alguém, mas ao máximo para não fazer morrer ninguém; e isto com o caro preço da nossa vida, despida de tudo, até à árvore da  Cruz, de Nossa Senhora Pobreza, e alí plantados através dos três pregos ou nós da Obediência, da Pobreza e da Castidade; que conduzem sem dúvidas não só à Vida Eterna e à Ressurreição do corpo, mas sobretudo à “Bem-aventurada” e – Gloriosa “Imortalidade” ( cfr “Lc 11,28”; Rm 8,18; “Sab 2,29” ), em Eterno. Por isto conclui o Apóstolo :

    « Sede daqueles que metem em prática a Palavra e não apenas ouvintes, iludindo-vos a vós mesmos. Aquele, porém, que fixa o olhar sobre a lei perfeita, a lei da liberdade, e a ela permanece fiél, não como um ouvinte que facilmente se esquece, mas como um que a mete em prática, este encontrará a sua felicidade em praticá-la » ( Tg 1, 22. 25 ). Amén  ! 

 

Pediu um pouco de carne ao Senhor, e chegou ao improvviso um camião de galinhas !...

    Um outro dia, uma nossa simpatiquíssima pequena irmã da Calabria, sentindo de ter necessidade física de protaínas, fez uma poderosa oraçãozinha a Jesus, dizendo-lhe : « Te peço Jesus, te peço, dado que me sinto fragilzinha, não poderás por acaso tocar o coraçãozinho de alguém, de modo a que possa trazer um pouco de carnezinha ? », e porque o Senhor a um tal pedido, já assim tinha respondido ao seu povo Israel, isto é : « Santificai-vos para amanhã e comereis carne, pois que chorastes aos ouvidos do Senhor, dizendo: Quem nos fará comer carne ? Estavamos tão bem no Egipto ! Pois bem o Senhor vos dará carne e vós a comereis. Comereis não por um dia, não por dois dias, não por cinco dias, não por dez dias, não por vinte dias, mas por um mês inteiro, até que saia pelas vossas narinas e vos provoque náuseas ! » ( Nm 11, 18-20 ), então eis que depois de não mais de qualquer dia, desta poderosa oraçãozinha, vemos chegar ao improviso, um inteiro camião de galinhas congeladas, e foram assim tantas, que não tendo os frigoríficos, tivemos que dividí-los pelos frigoríficos de toda a vilazinha na qual estamos hospedados !, de modo que, todos podessem ver, entender e “tocar com mão”, que a Providência de Deus, jamais faltará aos seus pequenos !... por isto ele diz a quem se preocupasse um pouco mais pelo comer ou pelo vestido :

    « Não vos preocupeis com a vossa vida, quanto ao que haveis de comer; nem com o vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Pois a vida vale mais que o alimento e o corpo mais que a roupa. Olhai os corvos : não semeiam nem colhem, não têm celeiro nem depósito; mas Deus os alimenta. Quanto mais valesi vós do que as aves ! Quem dentre vós, coma s suas preocupações, pode prolongar por um pouco a duração de sua vida ? Portanto, se até as coisas mínimas ultrapassam o vosso poder, porque preocupar-vos com as outras ? Considerai os lírios, como não fiam, nem tecem. Contudo, eu vos asseguro que nem Salomão, com todo o seu espendor, se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que existe hoje e amanhã será lançada no forno, quanto mais a vós, homens fra cos na fé ! Não busqueis o que comer ou beber; e não vos inquieteis ! Pois são os gentios deste mundo que estão à procura de tudo isso: vosso Pai sabe que tendes necessidade disso. Pelo contrário, buscai o seu Reino, e essas coisas vos serão acrescentadas ». ( Lc 12, 22-31 )     

 

 

 

Lhe pediu um pouco de usar a internet, e etc.. e dado que o favor foi de todo o coração, o nosso pequeno V.V. lhe profetizou assim: « Vejo aqui uma grande providência, garantido.. », e paf !, assim foi !

     E a propósito ainda de Providência, um dia o nosso pequeno V.V. assim disse a dois jovens, que nos fizeram usar a Internet para a construção deste sítio, dos nossos grupos de Oração : « Vejo chegar uma grande Providência nesta casa, garantido... » de facto, com minha grande surpreza, dois dias depois, a rapariga disse ao nosso pequeno V.V. ( sem pensar às suas palavras proféticas ): « Frei ... Te devo contar uma bela coisa: bastantes meses atrás, tinhamos pedido um reembolso aos seguros, para alguns danos na motorizada do meu irmão, causados num acidente, e os seguros nos tinham dito, que ao máximo, nos poderia reembolsar talvez, só 600 euros, e em vez disso sem já esperar nada, dado que tinha passado muito tempo, ontem chegou-nos um cheque daquela asseguradora, e não de 600 euros, mas até mesmo de 2500 euros, e próprio agora que tinhamos necessidade, dado as últimas percas que tinhamos sofrido no trabalho … ». Àquele ponto, eu colhendo como se diz: “a bola no cesto” lhe disse: « Mas não te recordas que coisa, dois dias atrás, te tinha dito Frei “ pontinhos, pontinhos ”,  a propósito disso ?, isto é que via chegar com certeza uma grande providência nesta casa ?, com a palavra chave : “ Garantido ! ” ?...

      E portanto - lhe disse ainda - este sinal, não é para ti e para voçês a prova que aquilo que te diz é verdade ? », « isto é – retomou frei pontinhos pontinhos -, que quando se está perto do Senhor através dos seus Sacramentos, e às Orações de sua Mãe Maria, e à disponibilidade de ajudar o próximo necessitado.. ( sobretudo quando este fosse um necessitado do Senhor - cfr Gl 6, 10), que Ele não nos faz faltar nada, e ainda nos dá mais do que o necessário como prometeu ? - Não por nada a tal propósito diz ainda (e sempre) o Senhor :  

    « Não vos preocupeis com a vossa vida, quanto ao que haveis de comer; nem com o vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Pois a vida vale mais que o alimento e o corpo mais que a roupa. Olhai os corvos : não semeiam nem colhem, não têm celeiro nem depósito; mas Deus os alimenta. Quanto mais valesi vós do que as aves ! Quem dentre vós, coma s suas preocupações, pode prolongar por um pouco a duração de sua vida ? Portanto, se até as coisas mínimas ultrapassam o vosso poder, porque preocupar-vos com as outras ? Considerai os lírios, como não fiam, nem tecem. Contudo, eu vos asseguro que nem Salomão, com todo o seu espendor, se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que existe hoje e amanhã será lançada no forno, quanto mais a vós, homens fra cos na fé ! Não busqueis o que comer ou beber; e não vos inquieteis ! Pois são os gentios deste mundo que estão à procura de tudo isso: vosso Pai sabe que tendes necessidade disso. Pelo contrário, buscai o seu Reino, e essas coisas vos serão acrescentadas ». ( Lc 12, 22-31 ).

Copyright (c) 2000-2015